8 de junho de 2018

Bem-estar

Dicas que vão ajudar você a dormir melhor

Dormir é importante para a saúde do corpo e da mente. Para melhorar a disposição e estimular o bom funcionamento do organismo, uma boa noite de sono é essencial, mas isso nem sempre é tão fácil. A dificuldade para adormecer afeta de 10 a 30% dos adultos ao menos uma vez por mês.

Para dormir mais rápido e melhor, é possível apostar em algumas atitudes que promovem o relaxamento. Confira as dicas que separamos para você dormir melhor:

Mantenha os eletrônicos longe

Por mais tentador que seja conferir o celular ou ficar vendo televisão antes de dormir, evite fazer isso. As luzes dos aparelhos eletrônicos podem confundir seu cérebro, fazendo-o pensar que ainda é dia, e que não chegou a hora de descansar. Uma dica é ficar longe dos aparelhos por pelo menos uma hora antes de deitar, para que a sua mente tenha tempo de relaxar.

Leia antes de dormir

Desconecte-se da tecnologia e conecte-se às páginas de um livro. Isso envia à sua mente um sinal de que é hora de relaxar. Procure ler algo que traga tranquilidade e evite livros ou histórias que promovam tensão ou estresse.

Adapte o ambiente

Qualquer coisa que esteja incomodando o corpo aumenta a inquietação e afasta o sono, por isso, um ambiente propício para dormir é fundamental. Manter a temperatura adequada, reduzir a iluminação e diminuir barulhos indesejáveis auxiliam muito para um sono rápido.

Fique confortável

Um colchão confortável e travesseiros adequados, de preferência que mantenham o pescoço alinhado com a coluna, podem ser a diferença entre uma noite de sono agradável e um período de insônia. Produtos de qualidade proporcionam conforto e evitam dores.

Concentre-se em algo

Focar em uma meta, lugar ou objeto, imaginando-os com detalhes, é uma boa forma de se distrair e acalmar os pensamentos, fazendo com que o sono chegue mais rápido.

Se mesmo seguindo essas dicas você sentir com frequência que não consegue dormir melhor, aconselha-se uma consulta médica. Apesar de não dormir bem de vez em quando ser completamente normal, e não necessariamente comprometer a saúde, há um momento em que a falta de sono precisa ser investigada.

 

Veja também: 5 hábitos que ajudam a evitar a enxaqueca